quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

E-book: Jovens, Media e Estereótipos


Resultado da dissertação de mestrado da autora, de 2007, o livro Jovens, Media e Estereótipos: diário de campo numa escola dita problemática buscou utilizar o cinema como meio para reflexão sobre a violência, cidadania e juventude. Nesse sentido, trabalha com jovens de uma escola secundária de Lisboa, em Portugal, na discussão de filmes e na produção de um trabalho audiovisual.

Fonte: http://blog.midiaseducacao.com/2013/12/e-book-jovens-media-e-estereotipos.html

Géneros y valoración


Por Professor Adjunto at UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PELOTAS 


Palestra sobre géneros e su enseñanza en UNIPAMPA - Jaguarão, no Curso de Especialização em Metodologia do Ensino de Línguas e Literatura



quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Dicas de Redação

Pontuação
- Evite o excesso de vírgulas. Só as use quando for realmente necessário, pois caso o texto possua pausas desnecessárias, além de comprometer o ritmo e a continuidade do texto, comprometerá também a coesão e coerência textual.
- Não faça períodos longos demais, mas não exagere nos pontos, de maneira que o seu texto se torne muito travado. É necessário equilíbrio.
- Evite os sinais de pontuação cujo uso você não domina. A exclamação, as reticências, as aspas, o ponto e vírgula e os dois pontos são sinais que podem ser evitados caso haja uma insegurança quanto ao uso. Entretanto, o uso correto desses sinais pode enriquecer o texto e torná-lo mais compreensível.
- Caso haja algum diálogo, é importante usar sinais que o caracterizam: dois pontos e travessão.

Vocabulário
- Seja direto e use linguagem simples, clara. O uso de termos em relação aos quais você não tem segurança podem comprometer a compreensão do seu texto.
- Evite palavras científicas, pois elas podem conter um significado muito específico e não se adequar ao contexto em que foram aplicadas.
- A menos que seja indispensável, não use figuras históricas, pois, caso você se engane a respeito de alguma informação sobre aquela pessoa, você estará prejudicando a verossimilhança do texto.
- Evite os lugares comuns, conhecidos também como âncoras, clichês etc. São palavras, expressões ou frases usadas anteriormente por outras pessoas ou por você e que se tornaram conhecidas e muito repetidas.
- Evite ao máximo semelhanças com a oralidade. Lembre-se que quando escrevemos uma redação (especialmente no vestibular) devemos obedecer às normas da língua. Nunca use, portanto, gírias ou figuras de linguagem. Elas podem atrapalhar o conteúdo e a clareza da sua redação.
- Não use expressões do tipo “eu acho”, “eu penso”, “eu sinto” ou semelhantes.

Paragrafação e limpeza do texto
- Marque o tamanho do parágrafo e siga esta marcação até o final do seu texto.
- Não deixe espaços vazios nas laterais das linhas, pois isso pode ser descontado na pontuação.
- Faça algumas linhas a mais do que foi pedido, mas não se exceda e respeite os limites da folha de redação.
- Comece parágrafos, frases e nomes próprios com letra maiúscula.
- A sua redação deve ser limpa, com uma letra legível.
- Evite rasuras, mas, caso aconteça, apenas faça um traço reto sobre a palavra e continue o texto em seguida.
- Só coloque título na sua redação se a proposta exigir isso; caso contrário, nunca se esqueça de evidenciar a proposta que você escolheu.

Antes de escrever o texto
- Leia atentamente a proposta. Caso seja necessário, leia mais de uma vez.
- Faça uma lista dos tópicos com os seus conhecimentos a respeito do assunto.
- Separe os tópicos entre a introdução, o desenvolvimento e a conclusão.

Depois de escrever o texto
- Leia o texto e retire ou acrescente o que for necessário.
- Observe novamente a proposta para ter certeza de que não está fugindo ao tema.
- Depois de corrigir os erros enxergados por você, passe a redação a limpo e não modifique mais nada.

E-book: Primeiro traço - manual descomplicado de roteiro


Primeiro traço: manual descomplicado de roteiro é um trabalho de Roberto Lyrio Duarte Guimarães, publicado em 2009 pela Edufba, que apresenta itinerário para a construção de roteiros para o audiovisual. Nesse sentido, pode ser uma contribuição para educadores que trabalhem com essa linguagem, sobretudo em termos da produção, em práticas escolares. 

Fonte: http://blog.midiaseducacao.com/2013/12/e-book-primeiro-traco-manual.html

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Avaliação dos PPGs - Capes 2013

A Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) divulgou nesta terça-feira (10) os resultados da Avaliação Trienal dos cursos de pós-graduação stricto sensu – mestrado e doutorado.


Dos 3.337 programas de pós-graduação avaliados, 140 tiveram nota máxima (7) e 229 chegaram à nota 6, também de excelência internacional. Neste ano, 1.054 programas foram avaliados como de desempenho regular (nota 3), 1.219 foram considerados bons e ficaram com a nota 4 e outras 598 tiveram seu desempenho avaliado como muito bom, nota 5. 
A Capes reprovou 60 programas de pós-graduação no país, que tiraram as notas 1 e 2, mas seus nomes ainda não foram divulgados. Os coordenadores dos cursos terão um mês para recorrerem da nota.
O processo levou em consideração informações prestadas pelos cursos durante os anos de 2010, 2011 e 2012.

Na primeira etapa as atividades de avaliação contaram com a participação, durante quatro semanas, de 1.200 consultores vindos de todas as regiões do país, distribuídos nas comissões das 48 áreas de avaliação.
                                             
Fonte:  http://educacao.uol.com.br/noticias/2013/12/10/mestrado-e-doutorado-140-programas-de-pos-recebem-nota-maxima-da-capes.htm                                             

"Leitura, letramento e cidadania: explorando a Provinha Brasil" - livro

O Grupo de Estudos em Linguagem, Interação e Sociedade anuncia o lançamento do livro "Leitura, letramento e cidadania: explorando a Provinha Brasil (ISBN 978-85-8192-245-4), pela editora Appris. O livro reune os resultados do desenvolvimento do projeto "Ler+Sergipe: leitura e letramento para a cidadania", fomentado pelo programa Observatório da Educação da Capes. Em uma linguagem clara e acessívelm apresentamos reflexões sobre como tornar a Provinha Brasil uma aliada no processo de alfabetização. 

                                                           É com satisfação que o Grupo de Estudos em Linguagem, Interação e Sociedade anuncia o lançamento do livro "Leitura, letramento e cidadania: explorando a Provinha Brasil (ISBN 978-85-8192-245-4), pela editora Appris. O livro reune os resultados do desenvolvimento do projeto "Ler+Sergipe: leitura e letramento para a cidadania", fomentado pelo programa Observatório da Educação da Capes. Em uma linguagem clara e acessívelm apresentamos reflexões sobre como tornar a Provinha Brasil uma aliada no processo de alfabetização.

Exemplares podem ser adquiridos em http://www.editoraappris.com.br/produto/4141057/Leitura-Letramento-e-Cidadania-Explorando-a-Provinha-Brasil
 
Pedimos colaboração com a divulgação.















quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Derrida e a Desconstrução – Introdução à Teoria da Literatura

Este curso, gravado no campus de Yale em 2009, é uma pesquisa sobre as principais tendências da teoria literária no século XX. As palestras fornecem uma base para as leituras e as explicam quando necessário, enquanto tentam desenvolver um contexto amplo e coerente que incorpore perspectivas filosóficas e sociais nas questões recorrentes: o que é literatura, como é produzida, como pode ser entendida e qual é o seu propósito?
Paul H. Fry é professor de Inglês em Yale e se especializou em Romantismo Britânico, Teoria Literária e Literatura e as Artes Visuais. Estudou na Universidade da Califórnia em Berkeley e em Harvard e dá aulas em Yale desde 1971.
Nesta palestra sobre Derrida e as origens da desconstrução, o professor Paul Fry explora dois trabalhos centrais de Derrida: “Structure, Sign, and Play in the Discourse of Human Sciences” e “Différance.” Ele aborda a crítica de Derrida ao estruturalismo e à semiótica, particularmente à obra de Levi-Strauss e Saussure. O professor examina as principais afirmações da desconstrução de que a linguagem é arbitrária por natureza e de que o significado é indeterminado. Também são explorados conceitos-chave, como a natureza do texto, discurso, différance, suplementaridade.
Segunda Aula

E-book: Jornal Escolar e Vivências Humanas


O livro digital Jornal Escolar e Vivências Humanas: um roteiro de viagem, do pesquisador brasileiro Jorge Kanehide Ijuim, recupera estudos do autor sobre a questão do jornal escolar. Foi publicado este ano pelo LabCom, de Portugal. Como afirma o professor José Luiz Proença da ECA/USP, na apresentação, o trabalho: "Prega não mais um jornalismo entendido como atividade profissional, mas como exercício de cidadania que sai da escola, implanta-se na descoberta do conhecimento e insere-se na comunidade".

Fonte: http://blog.midiaseducacao.com/2013/12/e-book-jornal-escolar-e-vivencias.html

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

USP lança curso de extensão online que ensina a escrever artigos científicos

redação escrever

Para melhorar o nível de qualidade na elaboração de artigos científicos por pesquisadores brasileiros, a  Universidade de São Paulo (USP), líder em produção científica no país, lançou o curso de Escrita Científica. Formatado para a web e oferecido gratuitamente, o curso tem como objetivo auxiliar pesquisadores e estudantes de pós-graduação na elaboração de artigos de maior relevância acadêmica.
.
Leia também:
A redação de trabalhos científicos, elaborados para serem publicados em revistas, é um dos gargalos para o crescimento da produção científica das universidades, incluindo a própria USP, afirmou o pró-reitor de pesquisa da instituição, Marco Antonio Zago, em reunião recente com dirigentes da universidade. ”A técnica não é dominada amplamente, em especial pelos pesquisadores principiantes e alunos de pós-graduação”, disse  Zago.
É por isso que o curso online de escrita científica foi pensado de forma didática e intuitiva. Desenvolvido pelo professor Valtencir Zucolotto, do Instituto de Física de São Carlos-SP, o curso é dividido em 8 módulos e conta com videoaulas que explicam, passo a passo, cada uma das partes que compõem o paper (títulos, introdução, resultados, conclusões). Há um tópico especial sobre a elaboração de textos científicos em inglês. Além das videoaulas, que podem ser consultadas a qualquer momento, os interessados ainda contam com apostilas explicativas e materiais didáticos extras, que trazem indicações de obras de referência recomendadas por Zucolotto. Todos os materiais podem ser baixados livremente. O curso, no entanto, não disponibiliza a emissão de certificados.
O baixo índice de repercussão internacional de parte da pesquisa produzida nacionalmente é um dos principais problemas que impactam diretamente na inovação do Brasil. No rankingdo Índice Global de Inovação 2013produzido pela Organização Mundial da Propriedade Intelectual, por exemplo, o país ficou em 64ª lugar entre 142 países. A análise de problemas na qualidade dos artigos científicos foi um dos destaque nas reuniões do último encontro realizado pela Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), em Recife-PE, no final de julho. Na ocasião, representantes de agências de fomento apontaram a necessidade de estimular a qualidade dos trabalhos publicados por cientistas brasileiros, especialmente quando os artigos são feitos em inglês.
Com informações de: USP Porvir.

"Programação de Dezembro" de Mediadores de Leitura - UFAL

Estão abertas vagas também para alunos que estão em fase de estágio e para monitores (professores em serviço). Via Profa Eliana Kefalás Oliveira no Facebook: 
https://www.facebook.com/profaeliana.kefalasoliveira?directed_target_id=20514946960273

 
                                      
 

"Programação de Dezembro" de Mediadores de Leitura.

Estamos abrindo vagas também para alunos que estão em fase de estágio e para monitores (professores em serviço). Via @[100006835842219:2048:Profa Eliana Kefalás Oliveira]

Sistema de Biblioteca da Unicamp

O Sistema de Biblioteca da Unicamp é uma ótima fonte de pesquisa. Oferece acesso a teses e dissertações da Unicamp, periódicos editados na Universidade, TCCs, fotografias, ilustrações, obras de arte, registros sonoros, revistas, artigos, vídeos e outros documentos.

Acesse: http://www.sbu.unicamp.br/portal/

terça-feira, 26 de novembro de 2013

França lança campanha contra "bullying" nas escolas e redes sociais

Adriana Moysés
O governo francês lança hoje uma campanha nacional contra o "bullying" de crianças e adolescentes nas escolas e na internet, um fenômeno que ultrapassou as quadras de recreação e já provocou o suicídio de vários menores nos últimos tempos. A campanha alerta contra as humilhações veiculadas nos celulares e nas redes sociais, principalmente no Facebook.

ministério francês da Educação quer estimular professores e pais a agir contra o "bullying" (do inglês bully = “valentão”) e ao mesmo tempo incentivar os adolescentes a romper o silêncio. Os vídeos da campanha, feitos dentro de salas de aula, mostram crianças e adolescentes que passaram pelo problema. Eles dizem que preferiam ter sido protegidos e que a comunidades educativa, os pais e testemunhas podem e devem ajudar as vítimas.
Mais da metade das agressões observadas na França envolvem adolescentes de 12 a 14 anos, sendo que as meninas são as primeiras vítimas. As formas de assédio mais comuns são a publicação de fotos íntimas dos jovens sem o seu consentimento na internet, comentários ofensivos sobre a aparência física dos estudantes, xingamentos e outros insultos verbais, além de agressões físicas intencionais e repetitivas. Muitas vezes o "bullying" acontece sem motivação evidente, mas causa dor, angústia e até atitudes desesperadas como o suicídio dos jovens.
Os alunos que testemunham o "bullying" convivem com a violência e frequentemente se calam com medo de se tornar as “próximas vítimas” do agressor. Segundo especialistas,
as crianças ou adolescentes que sofrem "bullying" podem se tornar adultos com sentimentos negativos e baixa autoestima.
Na França, os professores são acusados de passividade diante do fenômeno. Especialistas reconhecem que as fronteiras entre a escola e a vida familiar são porosas. Uma briga que começa na escola pode continuar até a madrugada na cama do adolescente, nas mensagens de celular e redes sociais. Os pais, que poderiam exercer um papel fundamental de proteção, muitas vezes desconhecem a situação.
Os dados sobre o número de alunos franceses vítimas de "bullying" varia, segundo a fonte. A ensaísta Catherine Blaya, autora de uma síntese internacional sobre as atitudes de risco e a violência dos adolescentes na internet, calcula que 6% dos estudantes franceses são vítimas de "bullying" no espaço virtual. A associação "E-Enfance" (e-infância), que propõe uma plataforma de escuta para as jovens vítimas e faz um trabalho de sensibilização nos colégios, afirma que há dois anos o "bullying" atingia 15% da população escolar do ensino médio e hoje pulou para 22%.

Fonte: http://www.portugues.rfi.fr/franca/20131126-franca-lanca-campanha-nacional-contra-bullying-nas-escolas-e-redes-sociais

sábado, 23 de novembro de 2013

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Jornada de Análise do Discurso - 2013

O Grupo de Pesquisa e Estudo Discurso e Ontologia  – GEDON –  convida a para a 

          Jornada de Análise do Discurso - 2013
    "Nos espaços discursivos, conflitos ardentes!"


Dia: 25/11/2013 (segunda-feira)

Horário: das 9h às 18h

Local: Miniauditório Heliônia Ceres - Fale/Ufal - Universidade Federal do Alagoas


PROGRAMAÇÃO

9h Abertura - Grupo de Estudos e Pesquisa em Discurso e Ontologia - Gedon

9h15  Mesa 1 - Lisiane Alcaria, Ahiranie Manzoni, Mercia Pimentel (coord. Helson Sobrinho)

10h    Mesa 2 - Heder Rangel, Rita Vasconcelos, Lídia Ramires (coord. Socorro Aguiar)

12h às 14h - almoço

14h    Mesa 3 - Tatiana Magalhães, Luciano Accioly (coord. Belmira Magalhães)

16h    Mesa 4 - Ricardo Silva, Simone Makyiama, Luciano Araújo, Daniela Botti (coord. Ana Gama)

INTERNACIONAL DE PESQUISA EM LETRAS NO CONTEXTO LATINO-AMERICANO

TEMA DA EDIÇÃO 2013: CONFLUÊNCIAS ENTRE LITERATURA, CULTURA E OUTROS CAMPOS DO SABER

Programação      
                       


27/11/2013: quarta-feira
Manhã:
- Credenciamento e entrega de material: 8h as 8h30min
8h:45min  as  10h:30min – Local: Anfiteatro Arnaldo Busato/ Unioeste, campus de Cascavel/PR.
Mesa redonda – SUJEITOS, FRONTEIRAS E IDENTIDADES NA AMÉRICA LATINA
Profª Drª Carmen Santander (Universidad Nacional de Misiones – Argentina)
Prof. Dr. Paulo Sérgio Nolasco dos Santos (UFGD)
Profª Drª Rita Felix Fortes (Unioeste)
Debatedora: Profª Drª Adriana Aparecida de Figueiredo Fiuza (Unioeste)
Intervalo 10h:30min as  10h:45min
10h:45min  as  12h:30m – Local: Anfiteatro Arnaldo Busato/ Unioeste, campus de Cascavel/PR.
Mesa redonda – LITERATURA, HISTÓRIA E MEMÓRIA
Prof. Dr. Aleilton Fonseca (Escritor – Universidade Estadual de Feira de Santana – UEFS)
Profª Lic. Susy Delgado (Escritora – Universidade Nacional de Assunção – UnA – Paraguai)
Profª Drª  María Rosa Lojo (Escritora – Universidad de Buenos Aires, UBA – Argentina)
Debatedor: Prof. Dr. Gilmei Francisco Fleck (Unioeste)
Tarde:
14h as 17h:30min
Simpósios – Local: Prédio – Letras – salas de aula – 1º piso.
18h  Local: Anfiteatro Arnaldo Busato/ Unioeste, campus de Cascavel/PR.
Atividades Culturais – Coord. Profª Drª Beatriz Helena Dal Molin (Unioeste e membro da Academia Cascavelense de Letras – ACL)
- Exposição de Artes Plásticas e  Painéis de Poemas  (Responsável Antonio de Jesus – (Presidente da Academia Cascavelense de Letras – ACL)
Noite:
- Abertura oficial: 19h:15min
Local: Anfiteatro Arnaldo Busato/ Unioeste, campus de Cascavel/PR.
19h:30min
- Conferência com o Prof. Dr. João Wanderley Geraldi   (Universidade Estadual de Campinas – IEL – UNICAMP)
TEMA – CONFLUÊNCIAS ENTRE LITERATURA E LINGUÍSTICA: ENCONTRO COM OUTROS CAMPOS E OUTROS SABERES
Mediador: Profª Drª Lourdes Kaminski Alves (Unioeste) e Prof. Dr. José Kuiava  (Unioeste)
 
28/11/2013: quinta-feira
Manhã:
8h:30min  as  10h:15min – Local: Anfiteatro Arnaldo Busato/ Unioeste, campus de Cascavel/PR.
Mesa redonda – LITERATURAS LATINO-AMERICANAS E ESTUDOS PÓS-COLONIAIS
Profª Drª Carmen Luna Sellés  (Universidade de Vigo – UV – Espanha)
Prof. José Angel Cuevas Estivil (Escritor – Chile)
Profª Drª Ximena Antonia Díaz Merino (Unioeste)
Debatedor: Prof. Dr. Acir Dias da Silva (Unioeste/FAP)
Intervalo 10h:15min  as  10h:30min
10h:30min  as  12h:30min – Local: Anfiteatro Arnaldo Busato/ Unioeste, campus de Cascavel/PR.
Mesa redonda – LETRAMENTO LITERÁRIO NAS PERSPECTIVAS CONTEMPORÂNEAS
Profª Drª Gloria Kirinus (Escritora – Peru/Brasil)
Profª Lic. Irina Ráfols (Escritora – Universidade Nacional de Assunção – UnA – Paraguai/Uruguai)
Profª Drª Clarice Lottermann (Unioeste)
Debatedor: Prof. Dr. Antonio Donizeti da Cruz (Unioeste)
Tarde:
14h as 17h:30min
Simpósios – Local: Prédio – Letras – salas de aula – 1º piso.
18h
Atividades Culturais – Coord. Profª Drª Beatriz Helena Dal Molin (Unioeste e membro da Academia Cascavelense de Letras)
Exposição de Artes Plásticas e Painéis de Poemas  (Responsável Antonio de Jesus – (Presidente da Academia Cascavelense de Letras – ACL)
– Local: Anfiteatro Arnaldo Busato/ Unioeste, campus de Cascavel/PR.
Noite:
19h:15min – Local: Anfiteatro Arnaldo Busato/ Unioeste, campus de Cascavel/PR.
SESSÃO – DIÁLOGOS ENTRE LEITORES E ESCRITORES
- Gloria Kirinus (Escritora – Peru/Brasil)
- Irina Ráfols (Escritora – Paraguai/Uruguai)
- Susy Delgado (Escritora – Paraguai)
- María Rosa Lojo (Escritora – Argentina)
Mediadores: Ximena Antonia Díaz Merino e Antonio Donizeti da Cruz

29/11/2013: sexta-feira
Manhã:
8h:30min  as  10h:15min – Local: Anfiteatro Arnaldo Busato/ Unioeste, campus de Cascavel/PR.
Mesa redonda – IDENTIDADES E CULTURAS HÍBRIDAS NAS LITERATURAS LATINO-AMERICANAS
Profª Drª Zilá Bernd (UFRGS – Unilassale)
Prof. Dr. Paulo Astor Soethe (UFPR)
Profª Drª Lilibeth Zambrano (Universidad de Los Andes – UA – Merida – Venezuela )
Debatedora: Profª Drª Lourdes Kaminski Alves (Unioeste)
Intervalo 10h:15min as  10h:30min
10h:30min  as  12h:30min – Local: Anfiteatro Arnaldo Busato/ Unioeste, campus de Cascavel/PR.
Mesa redonda – LITERATURA E FORMAÇÃO HUMANA: CONFLUÊNCIAS MULTIDISCIPLINARES
Prof. Dr. Claudinei Aparecido de Freitas da Silva (Filosofia – Unioeste)
Prof. Dr. Valdemir Miotello (Universidade Federal de São Carlos)
Prof. Dr. José Kuiava  (Unioeste)
Debatedora: Profª Drª Regina Coeli Machado e Silva (Unioeste)
Tarde:
14h as 17h:30min
Simpósios – Local: Prédio – Letras – salas de aula – 1º piso.
18h Atividades Culturais – Coord. Profª Drª Beatriz Helena Dal Molin (Unioeste e membro da Academia Cascavelense de Letras)
Exposição de Artes Plásticas e  Painéis de Poemas  (Responsável Antonio de Jesus – (Presidente da Academia Cascavelense de Letras – ACL)
- Local: Anfiteatro Arnaldo Busato/ Unioeste, campus de Cascavel/PR.
Noite:
19h:15min – Local: Anfiteatro Arnaldo Busato/ Unioeste, campus de Cascavel/PR.
SESSÃO - DIÁLOGOS ENTRE LEITORES E ESCRITORES
- Adélia Maria Woellner (Escritora – Brasil)
- José Angel Cuevas Estivil (Escritor – Chile)
- Aleilton Fonseca (Escritor – Brasil)
- Paulo Bungart Neto (Escritor – Brasil)
Mediadores: Lourdes Kaminski Alves e Acir Dias da Silva

Fonte e maiores informações: http://www.seminariolhm.com.br/home/